Olá, bem-vindo ao blog Criação de Sites. Meu nome é Wellington Duarte e aqui damos dicas de Web Design, Marketing Digital e SEO. Neste vídeo cobrimos várias informações interessantes sobre SEO no mês de janeiro de 2020.

Lembrando que eu fiz um apanhado de informações importantes, mas pode ser que muitas coisas fiquem de fora, então você pode ajudar comentando no vídeo com estas informações.

1 – Indexação no Google News

No começo do mês, tivemos mudanças no Google News. Agora, o Google escolhe qualquer site indexado para colocar na front page, sem precisar de aprovação manual. Uma boa para blogs de conteúdo evergreen escreverem um bom artigo sobre um último acontecimento e receber um aumento de acessos.

Mais info:
http://www.seobythesea.com/2020/01/google-top-stories-are-chosen-by-importance-scores/

2 – Hora de atualizar artigos antigos

Chegou 2020 e é hora de atualizar aqueles seus artigos com informações de 2019.
É necessário mudar as datas, porém, só mudar as datas não vai fazer você rankear melhor. Na verdade, em declaração no reddit, John Mueller foi além e disse que essa é uma ótima forma de matar sua autoridade! Por isso é importante mudar a data e complementar seu conteúdo com conteúdo mais relevante e atualizado.

Twitter do John Mueller.


3 – Novo experimentos na SERP


O Google agora tem interesse em mostrar mais listas diretamente nos resultados de pesquisa. Cada vez mais a tendência é que a taxa de clique zero aumente, por isso é preciso otimizar seu conteúdo para fazer o visitante clicar.
 

4 – Medium caiu entre 40% nas pesquisas do Google


A plataforma de publicação de artigos está em queda livre desde a atualização de 08 de novembro de 2019. Muitos especialistas dizem que foi pela má utilização e spam frequente, já que eles não controlam o conteúdo contra SPAM. Vale a pena dar uma olhada mais profunda nessa discussão no Twitter:
https://twitter.com/bart_goralewicz/status/1213085503991504934

Muita especulação se dá sobre o porque isso aconteceu, inclusive muita culpa caiu na criação de artigos SPAM (quem aqui não criou um artigo para backlink lá?), porém essa foi a melhor analise que li sobre o que pode ter acontecido e quais os principais fatores que fizeram ele perder visibilidade no Google: https://www.onely.com/blog/medium-lost-half-visibility

5 – Provável update em progresso


Por volta do dia 12, 13 de janeiro muitas pessoas começaram a ver seus sites dançarem na SERP. Nada anormal, mas começaram algumas discussões nas redes sociais, logo você saberá o que aconteceu

6 – Principais mudanças para 2020

Em entrevista sobre intenções de buscas, John Mueller falou sobre a questão de pesquisa por palavra-chave não deixar de existir tão cedo, porém, concorda que enquanto os buscadores evoluem cada vez mais, os desenvolvedores de conteúdo deverão mudar suas práticas. Principalmente pelo aumento da pesquisa por voz e as mudanças a respeito de clique zero.

Um exemplo, uma pessoa pode pesquisar por Criação de Sites RJ no Google ao buscar por uma empresa que cria sites no Rio de Janeiro. Já por voz, a mesma pesquisa pode ser: empresas que desenvolvem sites no Rio de Janeiro. Neste caso, a intenção de pesquisa é a mesma, mas as palavras-chave mudaram completamente. Então é interessante ter em seu conteúdo ambos termos.

Thread https://twitter.com/semrush/status/1214947191263023104

7 – Google faz um update no dia 13 de janeiro


A MOZ cobriu as atualizações:
https://moz.com/blog/googles-january-2020-core-update

Os sites especializados disseram que foi um dos maiores updates dos últimos tempos! Normalmente, os rakings em um update descem ou sobem, neste está uma dança. Alguns sobem, depois descem, outros descem, depois sobem… nesses momentos difíceis, a melhor coisa é não fazer nada e esperar pelo duas semanas as coisas voltarem ao normal.

Conclusão

O Google permanece focando nos domínios que lidam com os problemas do YMYL (seu dinheiro, sua vida – your money or your life.
Segundo o Google, qualquer página que contenha conteúdo que possa interferir na saúde, a felicidade, a segurança ou a estabilidade financeira de alguém é uma página da YMYL.

Estes sites são reavaliados pelo algoritmo de pesquisa e ganham ou perdem visibilidade como um todo. Neste caso, estão observando valor do domínio e das informações já que afetam demais a vida do usuário. Os domínios que foram afetados por essas atualizações no passado tem maior probabilidade de serem afetados novamente. Uma vez muito afetado por algum update a chance de no próximo ser afetado novamente é alta, afinal o Google continuará sempre na mesma linha cobrando mais desses setores.

fonte: https://www.sistrix.es/blog/google-core-update-enero-2020-primeros-datos-y-analisis/

Sobre o update de Janeiro

 

O Update foi grande, afetou praticamente todos os tipos de sites – curiosamente os mais afetados foram sobre videogames, sites de listas, sites de dicas, sites que tiram dúvidas, notícias, e os menos afetados foram sobre Livro e literatura, passando quase sem mudança.  Como sempre sites YMYL (sites sobre saúde e dinheiro) foram afetados com força, não só algumas KW, mas o site todo subiu o desceu… no fim, esses updates vão ser mais frequentes e mais bruscos, só vai ficar quem trabalha direito.

8 – Posições zero não aparecem novamente na SERP  


Se você aparece na posição zero, não vai aparecer novamente na SERP, a não ser que seja em uma página diferente com conteúdo semelhante.

9 – Google cria “Produtos populares” na busca:

Agora quem tem e-commerce pode ter seus produtos selecionados para aparecer diretamente na busca orgânica. Claramente, o Google está procurando forma de combater a Amazon e liberar espaços para quem tem loja virtual.

Importante dar uma olhada para quem é da área:
https://searchengineland.com/google-rolls-out-organic-popular-products-listings-in-mobile-search-results-327651

10 – Todo mundo odiou a nova UI do Google 


A maioria das pessoas estão reclamando da nova interface de pesquisas do Google. Não é novidade as pessoas reclamarem de mudanças, mas parece que todos odiaram a poluição visual que os favicons criaram.
Dá uma olhada:
https://twitter.com/searchliaison/status/1217813393689673728

Teoria da conspiração: a verdadeira razão pela qual os ícones estão nos SERPs é incentivar a “cegueira de banner” para o texto “Anúncio”. Quando as pessoas vêem os ícones repetidamente, elas aprendem a ignorar mentalmente a parte superior esquerda. (Rishi Lakhani)

11 – Google diz que Dados estruturados não afetam o ranking


O Google, mais uma vez, disse que dados estruturados não afetam a classificação na pesquisa. Mas desta vez, o Google precisou dizer isso porque seus avisos de dados estruturados no Google Search Console eram confusos de entender.

Leia também: 5 dicas de Marketing para 2020

Dá uma olhada: https://www.seroundtable.com/google-structured-data-no-impact-ranking-28850.html
O que são dados estruturados: https://searchlab.com.br/p/dados-estruturados/

12 – Mudanças no Robô de indexação mobile-first –

O Google fez algumas mudanças no seu robô que indexa o mobile first, que é padrão desde o meio do ano passado. É importante ter o mesmo conteúdo para celular e desktop, o mesmo meta robots (robots.txt) e as mesmas imagens para padronizar seu site em ambas versões.

Então foque em ter mesmo conteúdo em ambas as versões (a maioria não vai ter problema, visto que usa design responsivo, mas é sempre bom estar atento, principalmente quem usar o Elementor) – Segue o twitter: https://twitter.com/googlewmc/status/1219924331964325888
Aviso do Google –  https://developers.google.com/search/mobile-sites/mobile-first-indexing

Curtiu as novidades? 
Não esqueça de comentar, compartilhar e seguir o nosso canal!